31.8.14

Blog Day


Hoje é dia 31 de Agosto. Hoje é o Blog Day.
Para quem não sabe, o Blog Day é o dia em que comemoramos (péra, prepara) o "Dia do Blog" Tadãããããã.
O dia escolhido para essa comemoração foi 31/08 por um motivo que é quase piada: 31/08 visualmente parece a palavra BLOG.
Como forma de comemorar o Blog Day, os blogueiros participantes faziam um post indicando aos leitores outros blogs que consideravam legais, interessantes, etc.
Mas essa prática foi deixada de lado quando os blogs começaram a ficar famosos demais, comerciais demais, diferentes demais...

Mas nem tudo está perdido, amiguinhos!
O Rotaroots resolveu relembrar esse velho hábito dos blogs promovendo um Blog Day (já que o antigo site do Blog Day não existe mais).
Para quem não conhece, o Rotaroots é um grupo de blogueiros bacanudos que tenta resgatar essa época de ouro dos blogs, quando nos divertíamos com memes e blogagens coletivas e todas as coisas que faziam a gente gostar de blogar antigamente. Os blogueiros de raíz estão todos lá!
Para mais informações, cliquem aqui ó: BlogDay 2014.Para saber mais sobre o Rotaroots, visitem o Grupo no Facebook e se inscrevam no Rotate
Eu nunca tinha participado de um Blog Day (até onde me lembro), apesar de ter conhecido vários blogs por indicação de blogs amigos. Dessa vez não apenas resolvi participar, como estou super empolgada para ver as postagens de todos os participantes. Então, aqui vai a minha:


5 Blogs que não saem do meu feed:

Cronista Amadora - Nina Vieira


A Nina não sai do meu feed há muito tempo (muito mesmo). Ninguém fala de livros do jeito que a Nina fala. Ela é capaz de relacionar assuntos que você jamais relacionaria. Fora que a Nina é inteligente, expressiva e toda vez que ela indica um livro, fico me coçando pra ler porque sei que vem coisa boa. Ela também é blogueira "dazantiga" então posso dizer que não apenas conheço o trabalho dela, como indico fortemente. Quando não está falando de livros, a Nina está em alguma polêmica ou opinando sobre alguma coisa que eu geralmente concordo (e muito) com ela. Olha, vou parar de encher a bola da amiga, mas sigam ela! Eu adoro e indico!


Não provoque - Ana Paula Buzzo


A Paula fala de um monte de coisas legais e coisas que eu também curto. Ela fala de Fotografia, de música, games, decoração... Mas eu gosto de acompanhar principalmente pelos posts de viagens e intercâmbios. Sério, as fotos são de babar. Inclusive, neste momento ela está divando pela Austrália em um intercâmbio. A Paula é um tipo de moça que eu seria amiga. Eu acho fofa e adoro as dicas e as fotos dela. :)


Organize sem Frescuras - Rafaela Oliveira


Esse é um dos meus preferidos meeeeeeesmo. Me ajudou muito quando eu resolvi destralhar minha vida. Eu andava numa rotina louca de trabalho e faculdade e com isso a bagunça em casa foi se multiplicando até chegar numa situação alarmante. Eu não sabia mais onde estavam as minhas coisas e comecei a me sentir sufocada com tanta bagunça. Até que resolvi dar um basta e fiz uma mega faxina e uma super operação de destralhe e organização. O Organize sem Frescuras foi minha fonte. O blog tem sempre dicas muito legais de organização. Eu segui várias e melhorei muito a organização das minhas coisas aqui em casa com as dicas do blog.


Vida Minimalista - Camile Carvalho

O blog da Camile tem uma proposta muito legal. Ela fala de organização, produtividade, vida simples... Sobre como é possivel viver com menos consumismo, menos apego, menos tudo. Depois que eu virei "aloka" da organização, comecei a refletir se eu precisava mesmo de todas as coisas que mantive (fora as que desapeguei na faxina). O blog também propõe reflexões sobre a real necessidade das coisas que possuímos. Eu tenho aprendido coisas interessantes com a Camile. Adoro!


Morando Sozinha - Franciele Guarnieri


O blog da Fran reúne tudo que eu quero para mim hahaha. Não sei vocês, mas meu atual plano de vida é a minha futura casa. Ela ainda não existe, mas as ideias não param. Eu penso na decoração, na organização, em como vou manter, no que vou cozinhar, etc... Já penso na minha casa como se ela existisse. Quando eu for morar sozinha (me ajude Deus) já saberei me virar melhor só de acompanhar as dicas da Fran.

Com esses cinco eu identifico o padrão dos meus interesses: Livros, viagens, organização e o sonho da minha futura casa. hahaha


5 blogs que conheci no Rotaroots:

Cansei de ser nerd - Erika Leite

Um Darth Vader rosa andando de bike: prêmio melhor imagem EVER.

Um dos blogs mais legais que eu conheci no Rotaroots. Eu adoro o Cansei de ser Nerd e me identifico demais com a Erika. Como podem ver pela própria imagem dela, o blog fala de cultura pop, nerdice e mimimi. Como não curtir? Cada vez que leio um post morro de rir porque me identifico. E a Erika é engraçada, o blog é muito legal e tem um visual lindo! E um Yodazinho mascote que eu sempre fico olhando e amando hahaha


Sernaiotto - Paloma Sernaiotto

O blog fala sobre leituras, cultura, cotidiano, mulherzices, fotografia... Sobre muita coisa bacana!
E o mais legal, é que a Paloma produz um guia para você aprender a melhorar o seu blog. Tem dicas de conteúdo, de organização, de divulgação... Tem tudo que nós, blogueiras, precisamos saber. Eu tenho seguido as dicas dela. Estou muito mais empolgada com o Expresso depois de trocar ideia com a Loma.
Ganhou meu feed e meu amor ♥


Uma cadeira, por favor! - Carol Caniato

A Carol é uma coisa! Deve ser mal de nome. Cada vez que falo com ela, me identifico com mais uma coisa. hahaha No blog dela tem fotografia, livros, cinema, música. Adoro blogs assim, que variam o conteúdo. Tenho gostado muito de acompanhar o Uma cadeira, por favor! ♥


Sai da minha Lente - Clayce Oliveira


A começar pelo nome do blog, Sai da minha Lente fala de fotografia. A fotógrafa aqui adora ler quem fala sobre fotografia - e leio vários. Conheci a Clayce há pouco tempo e já de cara gostei do blog. Uma guria que fala de fotografia, games, seriados, música, toys e mais um monte de coisas que eu também gosto.
Ela tem um projeto fotográfico muito legal, algo que eu vivo falando que vou fazer e nunca faço: Fotografia de Miniaturas. Ela fotografa um bonequinho do Link (Zelda) e o nome do projeto é Link Zuero. Como não gostar? Para acompanhar as fotos, clica aqui


Mudando de assunto - Nilsen Silva



Esse blog fala de livros, cultura pop, HQs, filmes, séries... Tudo que eu gosto de ler e falar também.
Esse eu descobri há pouco tempo, então não posso falar muito. Mas eu já estou gostando muito. O post sobre o que não fazer na Bienal foi sensacional! Eu posso dizer que fui lendo e gostando de quase tudo... Então ele veio pra cá também!




5 blogs para sair da rotina:

Musicoteca - Web Mota, Pedro Ferreira, Igor Cruz e Silvia Yama


Paixãozinha da minha vida, a Musicoteca é tudo que alguém precisa pra sair da rotina musical. A Musicoteca é um espaço onde pode-se conhecer e (se você for músico) mostrar o seu trabalho também. Sem preconceitos musicais, sem rótulos, só coisa boa! Lançamentos, muita música e muita novidade. Conheci muita coisa boa lá. Se você gosta de descobrir música nova, não tem como não acompanhar a Musicoteca ♥ Eu amo muito ♥


Cozinha pra 2 - Carol Thomé e Duca Mendes


Eu sempre fui péssima na cozinha. Nunca soube fazer grandes coisas. Cozinhava apenas quando estritamente necessário e somente algo que desse para sobreviver até conseguir comida de verdade.
De uns tempos pra cá isso vem mudando e eu tenho gostado cada vez mais de preparar minha própria comida. Desde que comecei a seguir blogs de receitas, tenho ousado mais.
Um dos principais é o Cozinha pra 2. As receitas são sempre simples, com poucos ingredientes e pra fazer no microondas. Perfeito pra quem é iniciante na cozinha ♥.
O Cozinha pra 2, também é um canal no youtube e as receitas são em vídeo, mas eu conheci como blog, eles tem o blog e então aqui estão :)


Casa de Colorir - Thalita Carvalho


A Casa de Colorir da Thalita é um blog incrível. A Thalita é criativa e inventiva. Adora inventar coisas. Ela reforma móveis que você ju-ra que não teriam mais jeito. São mil idéias maravilhosas de decoração.
Thalita participa do programa Decora no GNT com suas ideias de decoração, reciclagem e reaproveitamento de móveis, acessórios e utensílios. A guria tem cada sacada genial que olha... Acompanho desde sempre! Pra sair da rotina decorando ou re-decorando. Eu, pelo menos, sempre fico olhando as coisas em casa pensando no que posso mudar, restaurar...Adoro!


Tá, e daí? - Ana Maria de Cesaro


Tá, é um dos meus preferidos também. A Ana Maria (♥) é de bem com a vida, engraçada e tem sempre um jeito muito engraçado de passar as ideias dela. Acompanho a Ana no blog, no canal e no twitter. Ela fez um diário falando do projeto de emagrecimento dela, só que sem as chatices dos blogs de dietas. Ela tem uma atitude muito positiva e sempre tem um recado bacana de "se eu consigo você consegue também". Adoro quando ela responde as perguntas dos leitores em vídeos. É pra sair da rotina porque é isso que ela diz pros leitores: saiam da zona de conforto! Hasta la vista, baby!


Pretty Poison - Duda Fernandes


O Pretty Poison é um blog sobre coisas de menininhas. Eu não sou de ter muitas vaidades, então acompanho alguns blogs pra ver se aprendo a ser menos ogra.
O meu preferido é o Pretty Poison. Especialmente quando ela fala de cabelos. A Duda é praticamente uma especialista em Cronograma Capilar (e são esses os posts que eu mais leio). Comecei a seguir algumas dicas dela e meu cabelo realmente melhorou muito. Saindo da rotina pra aprender a se cuidar!
E esse foi o último blog, nessa parte de blogs que eu leio para fazer coisas diferentes do que eu costumo fazer.



Então, é isso pessoal! Essa foi a minha participação, espero que vocês tenham gostado.
Eu gostei, muito, de participar. Estou doida pra ver os posts dos demais participantes!

E você? Também está participando do BlogDay? Deixa o seu link aqui embaixo nos comentários que eu quero ver!

27.8.14

Tudo novo de novo - A Nova cara do Expresso ♥

Eu ia começar dizendo que "vocês não entraram no blog errado", mas desisti dessa breguice.
Esse é um post comemorativo pela nova carinha do blog.
Bem vindos ao novo Expresso pra Dois.


O design anterior foi feito pela minha querida amiga Vanessa Cursino. Ele havia sido um presente em uma época que andei desanimada com o blog e me fez muito feliz por todo esse tempo ♥.
Durante todos esses anos que escrevo por aqui, eu mudei muito. Com certeza não sou a mesma pessoa de 7 anos atrás, quando criei esse espaço. E do design anterior pra cá, eu também mudei.
Depois do blog passar muito tempo abandonado, resolvi que queria mesmo voltar a postar. Comecei a pensar em todas as coisas que eu queria dizer e em todas as mudanças que eu gostaria de fazer.

Eu precisava mudar!
Eu queria um blog mais clean, mais espaçoso, mais funcional, mais com a minha cara - literalmente!
O problema é que eu não sabia como tirar as idéias da minha cabeça e colocar no papel. Quer dizer, colocar aqui. Para isso, eu precisaria de magia negra pó de fada, algum feitiço ou varinha mágica. 
Por isso fui buscar ajuda de quem pudesse fazer dessas tretas virtuais!

Fiz um monte de rabiscos toscos que envergonhariam qualquer criança de 5 anos - que obviamente desenham muito melhor que eu - e mandei para a super Rafaela Melo.
A Rafa é uma linda, super talentosa, uma querida amiga que - depois de rir meia hora dos meus desenhos mentira - conseguiu captar exatamente como eu tinha sonhado e fez essa ilustração LINDA DE MORRÊ para o blog. Se você não percebeu, sou eu ali em cima! Eu e meu namorado, que vocês não conhecem, na verdade. Vocês podem não me reconhecer porque na ilustra estou com o cabelo penteado e tal... 
Mas sou eu mesma!
COMO a Rafaela fez isso, eu não sei. Mas de algum modo ela leu meus pensamentos e o resultado ficou melhor do que eu sonhei ♥

Mas faltava uma coisa: como vou fazer funcionar? Não vou porque né? Eu tipos criei esse blog numa época onde se configurava a aparência toda no FrontPage, com HTML básico e coisa e tal.
O próprio design anterior, foi a Vanessa quem colocou pra funcionar e eu nunca nem mexi com medo de estragar - sou dessas.
Aí eu tive a segunda sorte nessa vida que foi passar essa missão para a Gabriela Melo!
Que de algum modo também mágico conseguiu captar e trazer pra cá tudo que eu estava sonhando para o blog. Tudo e mais um pouco, porque eu descobri novos desejos no caminho.
Muda aqui, muda ali, troca lá e "ai, tô sendo chata?". Ela jura que não, eu vou acreditar.
Então um belo dia - hoje - depois de toda minha ansiedade histérica crônica, o blog ficou pronto. 
E ficou lindo. 
E ficou perfeito.
E ficou como sonhei.
E eu tenho vontade de apontar para cada detalhe e falar "olha que lindo!".


*limpando a baba*

Das funcionalidades:
Agora vocês podem comentar pelo Facebook, dá pra curtir e compartilhar nas redes sociais, tem uma página para entrar em contato comigo por email através do blog e agora também tenho uma fanpage.
YAY!
Apesar do blog ter 7 anos, nunca tive uma página dele. Sempre pensei em fazer e nunca tinha feito. Recentemente, avaliando se deveria ou não criar uma página para o blog, cheguei à conclusão de: porque não né? Olha que coisa mais linda:


Depois de tanta crise vocês não vão fazer essa desfeita comigo né? hahaha Curtam lá! =D

Ainda falta organizar umas coisinhas. Eu preciso re-organizar o histórico do blog, os marcadores, os breguetes e as bugigangas todas. Então não reparem.
E claro, se virem algum erro grave que eu não tenha visto, me avisa tá?
No mais, estou numa alegria tão grande que nem sei mais o que dizer.

Gabi Melo, Rafa Melo - amo vocês, obrigada por tudo ♥
Sacaram que essas magas são do clã Melo? Deve vir do nome isso aí de fazer mágicas.
Se um dia vocês precisarem de umas mágicas dessas, procure alguma Melo que ó: eu garanto! rs


E vocês? O que acharam?

24.8.14

Top 5: Músicas Surrealistas

Birds fish-snake and scarecrow (1921) - Max Ernest

Em épocas do ensino médio, estudei os movimentos artísticos da história e o meu preferido sempre foi o Surrealismo. 
O Surrealismo enfatizava o inconsciente, o subjetivo, a criatividade inconsciente numa arte que fosse livre do racional, do usual e do esperado. 
Lembro que uma das mostras mais legais que eu presenciei, foi a mostra Surrealismo com obras de Salvador Dalí, Luis Buñuel, René Magritte e Max Ernst (meu preferido). 
O CCBB do Rio de Janeiro, inclusive (fica a dica), está exibindo uma mostra de Salvador Dalí, um dos principais representantes do movimento surrealista.

O movimento surrealista parece ter se expandido para a música brasileira. Muitos compositores são excelentes representantes do movimento surrealista!
Surreal, é tudo aquilo que é inexplicável, subjetivo, que não dá para entender.
Considerando a poesia e a liberdade poética e de expressão de cada um, gostaria de dizer "oi? não entendi!" para alguns desses compositores/cantores.
Reuni aqui 5 músicas que eu considero inexplicáveis.
Vamos lá:


5º- Depois do Começo - Legião Urbana


Lembro bem de uma amiga minha do colégio, que certa vez me disse que essa era a única música do CD da Legião que ela não gostava porque não dizia coisa com coisa. Tornou-se uma das minhas preferidas!
Renato de suas poesias e existencialismos fez uma música surrealista com loucura de primeira grandeza. "Acender o intervalo pelo filtro, usar um extintor como lençol, jogar pólo-aquático na cama, ficar deslizando pelo teto". Ok né gente? Depois do começo o que vier vai começar a ser o fim!
Queria muito, MUITO mesmo que tivesse um clipe dessa música hahaha
Fica aqui em quinto lugar porque acredito que a loucura é intencional, então...


4º- Açai - Djavan


Djavan é um representante honorário do clã surrealista. Acho que eu precisaria nascer de novo pra entender certas coisas. Essa música sempre me encucou. Acho que preciso de muito mais surrealismo pra entender o que tem a ver "Açaí, guardiã, zum de besouro, um ímã" com a tez da manhã ser branca e o que tudo isso tem a ver com Acaí...  Alguém se arrisca?


3º- W Brasil (Chama o síndico) - Jorge Ben Jor


Alô, Alô W o Brasil, alguém em sã consciência me explica porque é que o beijo quente da sua amiga me deu funk na cabeça? Seria um desses funks proibidões porque o beijo deu vontade de sacanagens? Jacarézinho, avião e o síndico é o Tim Maia? GENTE!
Deu no New York Time que a Feira de Acari é um sucesso? Se tiver ventando muito não venha de helicóptero porque né? A escada vai ficar lá fora e ainda tem uma negócio em envelope índico que OLHA! Não tá fácil entender hahaha


2º- Refazenda - Gilberto Gil


Gilberto Gil veio parar no grupo dos cantores surrealistas porque, olhem: "Enquanto o tempo não trouxer teu abacate, amanhecerá tomate e anoitecerá mamão" . Eu teria vários exemplos, mas vamos nesse porque né? Quem entende? "Abacateiro sabes ao que estou me referindo, porque todo tamarindo tem o seu agosto azedo. Cedo, antes que o janeiro doce manga venha ser também"


1º- O Estrangeiro - Caetano Veloso


Eu sei que até agora foi um páreo duro, mas desafio vocês a definirem essa música em uma palavra que não seja "surrealista".
Alguém me explica o verso "Eu não sonhei que a praia de Botafogo era uma esteira rolante de areia branca e de óleo diesel sob meus tênis". Tô aguardando, tá?
Enquanto ninguém me explica, Caetano segue no primeiríssimo lugar!

Se quiserem mais músicas surrealistas, tenho uma playlist lá no 8Tracks: Ei mãe, eu sou surrealista!
E vocês? Quais músicas consideram surreais?


Ps:
Estou devendo responder vocês,  mas eu tive um problemão com a Velox (quem nunca?) e demoraram três vidas pra  consertar a treta que deu aqui!
Daí que depois de estar quase desistindo de viver do serviço, resolveram ameaçados de processo vir consertar e cá estou eu.
Desculpa aí!

15.8.14

Resenha do livro "Como eu realmente..." de Fernanda Nia

Bom, conforme prometido no post do Book Haul, hoje venho falar de um livro que eu realmente sou tiete!
Vamos nessa que estou cheia de fotos e pagação de mico para contar :)


"Como eu realmente" é o nome de um dos sites de tirinhas que é um dos mais legais que eu acompanho.
Desde que eu soube que ia virar livro, fiquei empolgada para ter o meu.
Eu sou uma grande fã de HQ (ou tirinhas, chamem como quiserem) e adoro comprar livros deles.
A Fernanda Nia é uma fofa, talentosa e muito simpática. O trabalho dela é tão fofo que dá aquela vontade de saber desenhar algo além de bonecos de palitinhos. 
O Como eu realmente, eu acompanho há bastante tempo na internet: no site e no facebook.
São situações do cotidiano que, quando você lê pensa: caramba, eu também!
A personagem principal, a Niazinha, expõe em cada tirinha como as coisas realmente acontecem em sua imaginação. E olha que a imaginação dela é bem fértil. Ela é apaixonada por bolinhos, batatas e fofurices - quem nunca? A história brinca sobre o modo como as coisas acontecem e o modo como nós gostaríamos que elas acontecessem. 
Além dela, os planos de dominar o mundo e as aventuras da Srta Garrinhas (a gatinha), são imperdíveis. Quem gosta e cria gatos, com certeza vai se identificar. 

Na edição impressa, Fernanda Nia reuniu as melhores tirinhas já publicadas no site, tirinhas inéditas feitas para o livro e um bônus no final - matem-se de curiosidade porque eu não vou contar.
O livro segue o formato do site e cada tirinha vem acompanhada de comentários muitos engraçados da autora. A edição está super caprichada, a qualidade da impressão é ótima e vale cada página. Editora Nemo super de parabéns! Gente, imperdível!

Eu vou mostrar algumas fotos do livo, mas não vou fazer spoiler!
As fotos foram estrategicamente enquadradas de forma a não mostrar o conteúdo da página hahaha










Bom, como não poderia deixar de contar essa parte, o livro foi lançado aqui no Rio de Janeiro pela editora Nemo e eu fui lá pagar pau conferir o lançamento e tietar conhecer a autora.
Esse livro todo lindo, como vocês viram, eu ganhei *-*
Ciente do quanto eu gosto do trabalho da Fernanda Nia, meu namorado me levou no lançamento e me deu de presente um Como eu realmente pra chamar de meu. 
Se você gosta de lançamentos de livro (eu gosto) e quiser conferir como foi, acesse aqui o álbum de fotos do evento
Bom, pra completar o mico, obvio que fiquei na fila pra tirar foto com a moça e pegar meu autógrafo - e um brigadeiro. Um carinho dela para os fãs.
Sério gente? Tem como não amar?


Qualidade ruinzona do celular :(

Pra terminar meu momento tiete, fui convidada a dizer algumas palavras para abrir o vídeo registro do lançamento.
Eu estava roxa de vergonha, queria cavar um buraco para enfiar minha cabeça e cheguei a negar.
Mas se formou uma mini-torcida atrás de mim de "ah grava, ah vai" e eu acabei gravando.
Não falei nada demais, não consegui falar nada que prestasse e só abri mesmo a parte dos leitores falando.
Se eu falasse mais do que isso, provavelmente iria desmaiar de tanta vergonha.
O resto do pessoal foi muito mais legal no que disse. Mas como eu já comecei o post falando que tinha pagado mico, lá vai:


Agora é o momento que vocês ficam ofendidos em descobrir como sou bocó e nunca mais voltam aqui, eu sei. Não foi minha intenção, mas espero que tenham gostado até aqui e foi bom conhecer vocês - não se vão!

Se você gostou, clica aqui para saber onde comprar o seu e desculpa qualquer coisa.


Classificação: 5 Capuccininhos


Esse post foi mais sobre o lançamento do que uma resenha propriamente dita. 
Apenas observando!

13.8.14

Pra quem você conta seus segredos?

Olá amiguinhos
Eu vou começar o post falando de uma coisa, pra falar de outra e fechar com uma terceira. Estão preparados? Prometo não enrolar e nem me perder, dessa vez fiz até um roteirinho. Vamos lá?



• Pra começar, vamos falar da questão número um: "confiança".

Me respondam uma coisa: vocês sabem o que é confiança, o que é confiar? Vamos no Aurélio.

Confiar é: 1. Entregar (alguma coisa) a alguém sem receio de a perder ou de sofrer dano. / 2. Revelar. / 3. Ter confiança / 4. Ter fé, ter esperança. / 5. Acreditar / 6. Entregar-se cheio de confiança.

Agora respondam: em quem você confia? A quem você se entrega?
E quando eu pergunto a quem você se entrega, não estou falando (só) sexualmente não. Mas vocês já pensaram o quanto as relações humanas são dependentes de uma entrega? 
A relação que você com seus pais, é um entrega de amor, de aceitação. Não é não? A relação que você tem com os seus amigos, é um ato de entrega. Você entrega a eles a sua amizade, a sua confiança, as suas histórias, suas experiências... E você espera que eles se entreguem a você também, certo?
Em um momento você está entregando a eles uma experiência sua, em outro você está recebendo a deles.
Entenderam essa pate? Ok? Então vamos lá.
Para quem você se entrega?

-Eu me entrego em tudo que eu faço, eu confio no meu coração!

Ok! Você pode dizer isso. Então deixa eu falar mais um pouquinho.
Eu tenho visto por ai pelas redes sociais da vida, pessoas se expondo demais, se abrindo demais, se entregando demais. E o pior: para pessoas que sequer conhecem.
Eu estava participando de um grupo no Facebook, sobre organização e o que eu menos via nesse grupo, eram dicas de organização. Acho que 99,9% do grupo eram mulheres. E 99,9% dos posts, eram coisas pessoais que na realidade não interessavam a ninguém. Coisas como "olhem essas fotos da minha casa", "hoje cozinhei isso pro meu marido", "meu marido reclama que eu não faço nada direito, o que faço?", "estou triste porque hoje blablabla", "olhem isso aqui que comprei"... Fora os inúmeros pedidos de opinião para gente desconhecida sobre coisas íntimas. 
Oi? Na moral, gente? Pra que? 
Pela carência de falar da própria vida? Porque você não faz isso com quem é realmente seu amigo e em quem você realmente pode confiar?


• Aqui entramos na questão número dois: em quem confiar.

Você entra em um grupo do Facebook com 40.000 pessoas e começa a pedir opinião sobre a sua vida para aquelas pessoas que você nunca viu antes. Então você recebe centenas de comentários sobre a sua questão. Alguns são legais, porque existem muitas pessoas legais lá. mas muitos são escrotos, e vou te dar 3 razões pra isso:
1- Algumas pessoas são escrotas
2- Algumas pessoas têm prazer em pisar, em destruir, em sacanear e esculhambar com outros
3- Você permitiu isso

Quando você chega e pergunta algo, você está abrindo espaço para que respondam. Não é óbvio? E a pessoa pode responder qualquer coisa. Inclusive coisas que você não quer ouvir. Não dá pra ser ingênua e pensar que as pessoas vão ser legais porque você é legal, porque você é bonita, porque você está sofrendo ou porque você acredita nas pessoas. Algumas vão ser escrotas com você justamente por esses (e outros) motivos. Vide os nossos queridos haters.
Eu acho que isso se resolveria, simplesmente, sabendo em quem você pode ou não confiar.
Se você quer desabafar sobre os seus problemas, não faz isso no Facebook não. Procura seus amigos de verdade. Procura sua mãe, seu pai. Procura quem se importe com você, porque sinto lhe dizer, essas pessoas não estão nos grupos do Facebook. E aí não vou nem falar só dos grupos. 
Me respondam: vocês conhecem REALMENTE todo mundo que está na sua lista de amigos do Facebook?

O meu, por exemplo, tem gente que me adiciona por causa do blog, do flickr, do site, da loja da minha mãe que eu administro, por causa do meu trabalho de fotografia, porque é fã de algum artista que eu fotografei, porque é amigo de alguma modelo que fotografei... Enfim.
Eu que não vou chegar no meu Facebook e contar as minhas angústias, porque pra mim o Facebook é uma diversão, é um meio de manter contatos profissionais, de manter contato com amigos, de ver ideias bacanas nos grupos e compartilhar meu trabalho. Você já analisou quem está na sua lista de amigos do Facebook? Você sabe quem são seus amigos mesmo? Tipo MESMO?
Agora, se você não sabe em quem você pode realmente confiar, vamos fazer uma análise?
Vamos!

Eu vejo muitas pessoas dizendo "eu te amo" para pessoas que não amam.
Eu vejo muitas pessoas chamando de "amigos", gente que não conhecem direito.
Eu vejo muita gente contando segredos, pra quem não sabe se vai guardar, pra quem não sabe se pode realmente confiar, se conhece realmente essa pessoa.
Aí acontecem coisas do tipo: você conta uma ideia genial que teve, e vê a sua ideia sendo executada por outra pessoa. Você fala algo sobre alguém e a pessoa acaba sabendo o que você disse. Você conta o quanto acha um carinha sensacional e acaba vendo ele com a pessoa pra quem você confiou.
Isso pra pegar exemplos bem básicos, a coisa pode ser muito pior.


• Agora vamos entrar na terceira questão que vim propor: decepção.

A confiança que você tem em alguém, pode ser a sua ruína. A confiança é uma força e uma fraqueza ao mesmo tempo.
Quando você confia em alguém que confia em você, a relação é forte. É muito bom saber que você pode confiar, pode contar com aquela pessoa. E é muito legal quando você sente que aquela pessoa também confia em você. Mas quando a relação é unilateral, você está ali, entregando seu coração para a pessoa errada. Quando você se entrega para alguém, você fica vulnerável àquela pessoa. Você fica exposto a ela. Você corre o grande risco de ter sua confiança quebrada e se decepcionar. E não tem nada pior do que se decepcionar com uma pessoa que você confia.
Confiança quebrada é a maior decepção que você pode ter.

Eu já ouvi muita gente dizer "confie apenas em si mesmo". Mas a verdade é que nem a gente confia totalmente em nós mesmos. O ser humano é inseguro, precisa se reafirmar às vezes. Precisa ouvir opiniões contrárias. Precisa se contradizer. E além de tudo, o ser humano tem tendência a se auto-sabotar.
Que atire a primeira pedra quem nunca!
A gente vai amadurecendo e aprendendo a parar com isso, mas é humano e comum agir assim.
Então meus amores, se a gente não confia nem na gente 100%, porque entregamos nossa confiança a qualquer um como se fosse doce em dia de Cosme e Damião? 

A primeira coisa que você precisa fazer para evitar se decepcionar com as pessoas, é começar a confiar mais em si mesmo. A acreditar mais em si mesmo. 
Depois você precisa conhecer melhor as pessoas que você confia e ver se você pode mesmo confiar nelas.
E nem assim você vai estar livre de ter sua confiança quebrada e se decepcionar.
isso é importante dizer: você nunca estará livre de se decepcionar, mas precisa saber o que você vai fazer e como vai agir quando acontecer. (mas isso é outro papo)


• Agora que já falamos sobre confiança e em quem confiar, vamos falar sobre a quarta e penúltima questão: bullying virtual / cyber bullying.

Esse tópico reúne tudo que eu já falei até agora, mas principalmente que: você não sabe quem são as pessoas por trás dos perfis das redes sociais e que muitas delas são realmente escrotas.
Aqui no blog mesmo, já teve gente que vinha pelo simples prazer de me atacar. Já teve gente no twitter que foi me xingar por não concordar com algo que eu disse. Já teve gente no Flickr me xingando pra criticar alguma fotografia que postei. Já teve gente me dizendo que eu sou feia e devia parar de fotografar. Já teve gente (vejam só) me difamando como plagiadora quando na verdade o texto original era (ta dááá) MEU!
E isso tudo com assuntos, sei lá, triviais. Assuntos que jamais justificariam um ataque gratuito.
Eu gosto muito de internet, gosto muito de redes sociais e adoro blogs.
Eu gosto de compartilhar minhas opiniões aqui, gosto de compartilhar coisas legais nas minhas redes sociais e me sinto feliz com isso. Me sinto feliz quando recebo respostas positivas, quando as pessoas gostam de alguma ideia minha ou chegam para somar ideias e trocar experiencias bacanas. Isso é muito legal. Mas como tudo na vida, tem dois lados.
A internet é o local perfeito para a reprodução dessa espécie esquisita que chamamos de Trolls ou Haters. Que são pessoas extremamente insatisfeitas com a alegria alheia. Pessoas infelizes que se sentem poderosas quando protegidas pelo anonimato.
Tem gente que faz questão de ser desagradável, de espalhar comentários maldosos sem se importar o que a pessoa que está lendo sente.


A imagem acima ilustra muito bem o que estamos falando aqui. É de uma artista Kate Leth e se chama "Don't be a Dick" e você pode ver o link original e conhecer o trabalho da artista clicando aqui.
Eu até vi uma versão traduzida, mas o português estava errado e eu preferi postar a original.
Pra quem não entendeu muito bem, a imagem diz o seguinte:
Lembre-se:
As coisas que você vê na internet são feitas por pessoas.
O artista do outro lado da tela... É uma pessoa.
Quando você escreve um comentário de merda (por qualquer razão) sobre uma arte...
Você está magoando um a pessoa real, como você!
Tem cretinos o suficiente na internet. Não seja mais um.
Eu nunca vou entender, porque as pessoas se sentem bem em ofender e magoar as outras. Em atacar, desmerecer, humilhar gratuitamente gente que sequer conhece.
Já experimentaram ler, por exemplo, comentários nos canais do youtube?
Eu acompanho vários, de várias blogueiras, vlogers e eu adoro, mesmo, muita gente que faz videos no youtube. E eu tenho sempre um mantra de "não leia os comentários, jamais leia os comentários". Porque é assim: ahh sua puta, sua gorda, sua escrota. E por ai vai.
É clichê falar isso, mas as pessoas ficam perdendo tempo para ofender as outras ao invés de cuidarem de suas próprias vidas.
Como eu disse anteriormente, a internet é o local perfeito para a ação dos Trolls, por ser, justamente uma atitude covarde. A pessoa se esconde no anonimato, num personagem. E se sente livre para fazer o que quiser. 
A tirinha abaixo, do site Malvados, ilustra isso muito bem: 



• Com base nisso, vamos entrar na quinta e última questão desse blog e motivo de eu ter escrito tudo isso: Secret

Secret é um aplicativo onde o usuário pode contar "segredos" de forma anônima. Esse segredo pode ser visto e comentado por qualquer pessoa, também de forma anônima.
O aplicativo forma a sua rede de contatos através da sua lista de amigos no Facebook (e contatos no celular também, segundo li). Quando alguém posta um "segredo", toda a lista recebe um alerta, porém, sem a identidade do autor.
Com isso você vê o que um possível amigo esta confessando. Ou um amigo do seu amigo.
Quem acha que isso vai dar merda levanta a mão! Não precisa, porque já deu!
Está rolando processo e tudo, não vou me aprofundar - usem o Google. Mas muita gente está aproveitando o anonimato para difamar, atacar, ofender e etc. 
O anonimato favorece o ato. Tenho uma amiga que saiu do Secret depois de ver uma postagem de alguém mostrando foto de uma menina nua, aparentando ser menor de idade.
Conseguem perceber o quento isso é sério? 
Conseguem perceber que esse aplicativo é uma ótima oportunidade para os trolls e haters praticarem seu cyberbullying?

Essa semana recebi várias vezes o convite para o Secret. 

-Já fez um Secret?
-Não
-Faz lá, tô viciado
-Lembra que você criticou aquele outro app Lulu?
-Mas esse não tem nada a ver
-Sério? Um app anônimo pras pessoas falarem o que quiserem sem o outro saber quem é você?
-Mas não é de avaliação sexual
-Mas vai acabar sendo, não dou uma semana

-Você já viu esse Secret?
-Já
-Você está lá?
-Não
-Eu tô, é muito engraçado, falam cada coisa...
-Justamente por isso não estou


-Você está no Secret?
-Não
-Poxa, então baixa lá, é muito legal, tem no android e ios
-Ahh não me interessa não
-Como não? É um app anônimo pras pessoas contarem segredos lá. Muito engraçado, só falam merda.
-...


Alguns de vocês vão dizer: ahhh mas tem pessoas legais, é engraçado, tem umas confissões que eu ri muito. Ok, eu acredito. Eu vi algumas numa página do facebook que posta as mais engraçadas. Mas eu não me sinto a vontade de participar de algo assim. Eu simplesmente acho que eu não preciso me sujeitar a isso.
Pra que vou entrar num trem desses, minha gente?

Eu prefiro contar os meus segredos para:
1- Alguém que eu confie.
2- Alguém que eu possa realmente confiar
3- Alguém que não vai me decepcionar
4- Alguém que não vai me atacar, me ofender ou me trollar
5- Alguém que não precise se esconder atras de um anonimato de aplicativo para dar sua opinião.
E aí estão, cinco tópicos para refletir.

Desculpem pelo texto imenso, eu realmente tentei resumir e não soube como!
E se você discorda de algum ponto, deixe aqui seu comentário e vamos conversar. A menos que você seja um troll, porque aí a minha melhor resposta vai ser te ignorar!

Tchau amiguinhos, beijo nas kiança!

Carolina! Na verdade se chama Ana Carolina e não gosta de ser chamada de Ana. Não revela a idade, mas todo mundo diz que aparenta bem menos. Fotógrafa e estudante de Jornalismo. Mudou de área depois de anos insatisfeita com a profissão. Carioca, apaixonante e implicante. Carinha de 8, espírito de 80 anos. Chata, mal humorada e anti-social. Gosta de rimas simples, de frases bobas e é viciada em café. Na vida passada foi um gato tamanha preguiça. Tem mania de ter manias, coleciona coisas inúteis e acha ridículo isso de falar de si mesma em 3º pessoa.

 
Expresso pra Dois © Todos os direitos reservados :: Ilustração por Rafaela Melo :: voltar para o topo